G include("topmenu.txt"); ?>



A ESOTERICA.FM É PATROCINADA
PELOS ASSOCIADOS DA LEVIR

  • ESOTERICA.FM
  • TEOSOFIA
  • PALESTRAS
  • LIVRARIA
  • ASTROLOGIA
  • NUMEROLOGIA
  • MAÇONARIA
  • CRISTIANISMO
  • TELEMENSAGENS
  • TEXTOS EM INGLÊS
  • MEMBROS
  • INDIQUE-NOS
  • FALE CONOSCO

    LIVROS
    RECOMENDADOS

    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    GRAU DO COMPANHEIRO E SEUS MISTÉRIOS




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    CRISTO




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    PEQUENO LIVRO DA FRANCO-MAÇONARIA (O)




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    KARMA




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    O MESTRE PERFEITO E SEUS MISTÉRIOS




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    A CIÊNCIA DA ASTROLOGIA




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    O PROCESSO DA AUTOTRANSFORMAÇÃO




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    AUTOCULTURA À LUZ DO OCULTISMO




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    ÍSIS SEM VÉU - VOL. II




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    A TÉCNICA DA VIDA ESPIRITUAL




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    LUX ESOTERICA - AOS PÉS DO MESTRE




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    DOUTRINA SECRETA (A) (VOL. VI)




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    RETORNO DA FILOSOFIA PERENE, O




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    SUPREMA REALIZAÇÃO ATRAVÉS DA YOGA




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    DOUTRINA SECRETA (A) (VOL. III)




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    LEIS DO CAMINHO ESPIRITUAL




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    CLARIVIDÊNCIA




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    LUX ESOTERICA - CHAVE DA TEOSOFIA




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    DO MESTRE SECRETO E SEUS MISTÉRIOS




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    INTRODUÇÃO AO YOGA




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    PEQUENO LIVRO DA FRANCO-MAÇONARIA (O)




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    A TÉCNICA DA VIDA ESPIRITUAL




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    PEQUENA HISTÓRIA DA MAÇONARIA




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    ESPíRITO: CIêNCIA OU ILUSãO?




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    CAMINHO DO AUTOCONHECIMENTO,O




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    AS SETE GRANDES RELIGIõES




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    AUTOREALIZAÇÃO PELO AMOR




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    DESPERTAR DA VISÃO DA SABEDORIA,O




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    RUMO A UMA MENTE SÁBIA E UMA SOCIEDADE NOBRE




    CLIQUE PARA ADQUIRIR
    CRISTO





    VEJA A
    RELAÇÃO
    COMPLETA
    DE LIVROS



    FALE CONOSCO!


    INDIQUE ESTA PÁGINAINDIQUE AQUI
    Indique Esta Página para seus amigos!

  • O SOL OCULTO E A NATUREZA PRIMORDIAL

    O SOL OCULTO E A
    NATUREZA PRIMORDIAL

    * Mario J. B. Oliveira

    Existe em algum lugar, neste vasto mundo, um livro antigo - tão antigo que os nossos modernos arqueólogos poderiam examinar-lhe as páginas durante um tempo infinito sem contudo chegarem a um acordo quanto à natureza do tecido sobre o qual ele foi escrito. É a única cópia original que existe atualmente. O mais antigo documento hebraico sobre a ciência secreta - a Siphra Dzeniouta foi compilado à partir desse livro, e isso numa época em que já o consideravam uma relíquia literária. Uma de suas ilustrações representa a Essência Divina emanada de Adão como um arco luminoso que tende a formar um circulo; depois de atingir o ponto mais alto dessa circunferência. a glória inefável endireita-se novamente, e volta à Terra, trazendo no vórtice um tipo superior de Humanidade. Quanto mais se aproxima de nosso planeta, mais a Emanação se torna sombria, até que, ao tocar o solo, ela é tão negra como a noite. Do Livro Ísis sem Véu, H. P, Blavatsky.

    O que poderíamos dizer do "Sol Oculto", e a "Natureza Primordial"? Pois habitamos o planeta Terra, em sua quarta Ronda, ou Quarta Cadeia Planetária, em uma escala de sete Planetas. São sete os planos de manifestação da Natureza.

    O nosso caminhar, propiciou o despertar da individualidade e consequentemente gerou uma personalidade transitória, renovada em cada nova Vida ou encarnação no plano Físico. Todo essa jornada foi fruto das experiências vividas.

    A figura 1, representa as Sete Rondas da Cadeia Planetária Terrestre, composta dos
    Globos A, B, C, D, E, F e G. As linhas são ciclos que as Mônadas percorrem, e correspondem a uma Ronda. Atualmente estamos na Quarta Ronda da Cadeia Terrestre, representada pelo Globo D. Como poderia o Homem Físico em seu obscurecimento pela Matéria densa conhecer e compreender o "Sol Oculto", e a "Natureza Primordial"?

    H. P. Bravatsky em seu obra Ísis sem Véu, assim se expressa: "Tem havido uma infinita confusão de nomes para expressar uma única e mesma coisa. O caos dos antigos; o sagrado fogo de zoroastrino, ou o Âtas-Behrâm dos pârsîs; o fogo de Hermes; o fogo de Elmes dos antigos alemães; o relâmpago de Cibele; a tocha ardente de Apolo; a chama sobre o altar de Pan; o fogo inextinguível do templo de Acrópolis, e de Vesta; a chama ígnea do elmo de Plutão; as chispas brilhantes sobre os capacetes dos Dióscuros. Sobre a cabeça de Górgona, o elmo de Palas, e o caduceu de Mercúrio; o Ptah egípcio, ou Râ; o ZeusKataibates (o que desce); as línguas de fogo pentecostais; a sarça ardente de Moisés; a coluna de fogo do Êxodo, e a "lâmpada ardente" de Abraão; o fogo eterno do "poço sem fundo"; os vapores do oráculo de Delfos; a luz sideral dos Rosacruzes; o ÂKÂSA dos adeptos hindus; a luz astral de Éliphas Lévi; a aura nervosa e o fluido dos magnetizadores; o od de Raichenbach; o globo ígneo, ou o gato-meteoro de Babenet; o Psicode e a força extênica de Thury; a força psíquica de Sergeant E. W. e do St. Crookes; o magnetismo atmosférico de alguns naturalistas; galvanismo; e finalmente, eletricidade, são apenas nomes diversos para inúmeras manifestações diferentes, ou efeitos da mesma misteriosa causa que a tudo penetra."

    Os antigos chamaram-no de Caos; Platão e os pitagóricos designaram-no como a Alma do Mundo. De acordo com os hindus, a Divindade em forma de éter invade todas as coisas. É o fluido invisível, mas, como dissemos antes tangível. Entre outros nomes, este Proteu universal - ou "o nebuloso Onipotente", como o chama sarcasticamente de Mirville - foi designado pelos teurgistas como o "fogo vivo", o "Espírito de Luz", e Magnes. Este último nome indica as suas propriedades magnéticas e revela sua natureza mágica. Pois, como acertadamente disse um de seus inimigos, são dois ramos que crescem do mesmo tronco, e que produzem os mesmos resultados."

    Magnetismo é uma palavra cuja origem cumpre remontar a uma época incrivelmente antiga. A pedra chamada magnete derivaria seu nome, como muitos acreditam, de Magnésia, uma cidade ou distrito da Tessália, onde essas pedras eram encontradas em abundância. Acreditamos, contudo, que a opinião dos hermetistas é correta. A palavra magh, magus, deriva do sânscrito Mahat, o grande ou o sábio (o ungido pela sabedoria divina). "Eumolpo é o fundador mítico dos eumolpidae (sacerdotes); os sacerdotes remontavam sua própria sabedoria à Inteligência Divina". As várias cosmogonias mostravam que a Alma Universal era considerada por todas as nações como a "mente" do Criador Demiurgo, a Sophia dos gnósticos, ou o Espírito Santo como um princípio feminino. Pitágoras ensinava a seus discípulos que Deus é a mente Universal difundida através de todas as coisas, e que esta mente, apenas pela virtude de sua identidade universal, poderia comunicar-se de um objeto a outro e criar as coisas apenas pela força de vontade do homem. Para os antigos gregos, Kurios era a Mente de Deus (Nous). "Ora, Koros [Kurios] significa a natureza pura e imaculada do intelecto - a sabedoria", diz Platão. Kurios é Mercúrio, a Sabedoria Divina, e "Mercúrio é o Sol', do qual Thor-Herrnes recebeu esta sabedoria divina, a qual, por sua vez, ele comunicou ao mundo em seus livros. Hércules é também o Sol - o celeiro celestial do magnetismo universal: ou antes, Hércules é a luz magnética que, tendo feito seu caminho através do "olho aberto do céu", penetra as regiões do nosso planeta e assim se torna o Criador. Hércules executa os doze trabalhos, valente Titã! Chamam-no "Pai de Tudo" e "autonascido" (autophuês). Hércules, o Sol, é morto pelo Demônio. Tífon como Osíris, que é o pai e o irmão de Hórus, e ao mesmo tempo é idêntico a ele; e não devemos esquecer que o ímã chamava-se o "osso de Horus", e o ferro, o "osso de Tífon". Chamam-no "Hércules Invictus apenas quando ele desce ao Hades (o jardim subterrâneo), e, colhendo as "maçãs douradas" da 'árvore da vida', mata o dragão. O poder titânico bruto, o "revestimento" de todo deus solar, opõe a força da matéria cega ao espírito divino, que tenta harmonizar todas as coisas da Natureza.

    Todos os deuses solares, com seu símbolo, o Sol Visível, são os criadores da natureza física, apenas. A espiritual é obra do Deus Superior - o SOL Oculto, Central e Espiritual, e de seu Demiurgo - a Mente Divina de Platão, e a Sabedoria Divina de Hermes Trimegistro - a sabedoria emanada de Olam ou Cronos. Após a distribuição do fogo puro, nos mistérios samotrácios, uma nova vida começava. Era esse o "novo nascimento" a que alude Jesus em seu diálogo noturno com Nicodemos. "Iniciados nos mais sagrados de todos os mistérios, purificando-nos (...) tomamo-nos justo e santos com sabedoria." "Soprou sobre eles e lhes disse: 'Recebi o Santo Pneuma. E este simples ato de força de vontade era suficiente para comunicar o dom da profecia em sua forma mais nobre e mais perfeita se o instrutor e o iniciado fossem dignos dele.

    Afirma-se que esta Substância Primordial contém em si a essência de tudo o que contribui para a formação do homem; ela tem não apenas todos os elementos de seu ser físico, mas também o próprio "sopro de vida" num estado latente, pronto para ser despertado. Isto ela recebe da "incubação" do Espírito de Deus sobre a face das águas - o caos; de fato, esta substância é o próprio caos. Paracelso afirmou ser capaz de com ela criar os seus homunculi; e eis por que Tales, o grande filósofo natural, sustentava que a água era o princípio de todas as coisas da Natureza. O que é esse caos primordial, senão o éter. O moderno éter; não tal como é conhecido por nossos cientistas, mas tal como era conhecido pelos antigos filósofos, muito tempo antes de Moisés; éter, como todas as suas propriedades misteriosas e ocultas, que contém em si os germes da criação universal; Éter, a virgem celeste, a mãe espiritual de toda forma e ser existentes, de cujo selo, assim que são "incubadas" pelo Espírito Divino, nascem a matéria e a vida, a força e a ação. Eletricidade, magnetismo, calor, luz e ação química são tão pouco conhecidos, mesmo agora que fatos recentes estão constantemente alargando o círculo de nosso conhecimento! Quem sabe onde termina o poder desse gigante protéico - éter; ou onde está a sua misteriosa origem? Quem, queremos saber, nega o espírito que age nele e dele extrai todas as formas visíveis?

    O Sol, que vemos, a estrela central de nosso sistema, é apenas o reflexo, sombra ou casca do verdadeiro Sol Central espiritual. Para o próprio Sistema, o Sol é Buddhi, por ser o reflexo e o veículo do verdadeiro Sol, que é Âtman, invisível neste plano. Nesta reflexão estão todas as forças Foháticas.

    E qual é a forma de manifestação do Sol Central Espiritual? É através do Ponto que poderíamos denominar de Ponto Zero ou Ponto Laya, localizado nas proximidades do Sol visível. Trata-se de um Ponto Magnético, e desconhecido da Ciência atual, que o confunde com o Sol visível. É através Dele que manifesta-se o Logos, e é por esse Ponto que a Natureza Primordial inicia sua descida para a materialização e consequentemente a criação do Sistema. Observe o leitor que conforme o relato acima, e face a Sabedoria Antiga, todos estão falando da mesma "Natureza Primordial", e o "Sol Oculto". Nosso objetivo aqui é demostrar que existe uma Força poderosa e criadora que entra constantemente em nosso Universo, chamada pelas religiões de Deus, essa Força está em todos os lugares ao mesmo tempo, tornando-se o Universo um Ponto vibrante infinito, sendo o nosso Sistema Solar, apenas um Ponto dentro desse Ponto vibrante Infinito.

    Após a Criação, o Logos alimenta todo o Sistema, através do Sol visível, que é a sua manifestação, sendo que, cada partícula sua é decididamente parte dos seus veículos, e toda a matéria física do Sistema Solar tomado como totalidade constitui o Seu Corpo Físico; toda a matéria Astral; toda a matéria Mental, o seu Corpo Mental, e assim por diante.

    A Primeira Emanação provém do seu Terceiro Aspecto, dando aos átomos previamente existentes o poder de se agruparem nos elementos químicos. Numa fase ulterior, os reinos da Natureza se estabelecem de maneira definitiva; chega a Segunda Emanação do Seu Segundo Aspecto, que forma as almas grupais de minerais, vegetais e animais. Isto é a descida do princípio de Cristo, ou princípio Buddhico na matéria, condição indispensável à sua existência. No reino humano, o próprio Ego, manifestação da Terceira Emanação, provém do Seu Primeiro Aspecto, o Pai Eterno e Onipresente.

    Diga-se de passagem que antes que o Sistema Solar fosse levado a manifestar-se, o Logos formou-lhe todo o esquema em Sua Mente, e, ao fazê-lo existir simultaneamente em Seu Plano Mental. Imaginou-o assim, não só, como é agora, mas como foi em cada momento do passado e como será em cada momento do futuro.

    Dito isto, atente o leitor para a figura 2, ela contém os Planos de Manifestação da Natureza. Como já foi dito acima, cada ínfima partícula, seja qual for o Plano, ali existe a presença do Logos, e consequentemente a Natureza Primordial, com seu incessante Fluxo e Refluxo.

    Os Planos da Natureza
    Imanifestado - Parabrahman, o Principio Eterno, a Única Realidade Absoluta.
    Adi - O Primeiro, primitivo, Primordial.
    Anupâdaka - "Sem Pais", Existentes por si mesmos.
    Âtman Superior - ou Átmico Superior - O Espírito Universal ou a Mônada Divina, assim chamada a constituição Setenária do homem. Alma Suprema.
    Âtman Inferior - Veículo de Buddhi.
    Buddhi - Mente ou Alma Universal.

    "A expansão e a contração da "Tela" - ou seja, do material ou dos átomos de que é feito o mundo - exprimem aqui o movimento de pulsação; porque é a contração e a expansão regular do Oceano infinito e sem praias daquilo que podemos chamar o número da Matéria, emanada de Svabhâvat, que constituem a causa da vibração universal dos átomos."(...) "Em todo átomo existe calor interno e calor externo, o Sopro do Pai (Espírito) e o Sopro (Calor) da Mãe (Matéria)." (Blavatsky, em A Doutrina Secreta, pg. 202)


    * Mário J. B. Oliveira, Membro da Loja Teosófica São Paulo


    Bibliografia:
    Blavatsky, H. P.; Ísis sem Véu, São Paulo, Pensamento.
    Blavatsky, H. P.; A Doutrina Secreta; Rio de Janeiro, C. Brasileira S. A.
    Blavatsky, H. P.; Glossário Teosófico, São Paulo, Ground Ltda.
    Taimni, I. K.; O Homem, Deus e o Universo, São Paulo, Pensamento.
    Powell, A. E.; O Sistema Solar, São Paulo, Pensamento.



    PESQUISAR EM LEVIR.COM.BR

    GLOSSÁRIO
    TEOSÓFICO
    HOME TEOSOFIA PALESTRAS LIVRARIA ASTROLOGIA NUMEROLOGIA MAÇONARIA CRISTIANISMO ESOTERICA.FM MEMBROS
    WWW.LEVIR.COM.BR © 1996-2017 - LOJA ESOTÉRICA VIRTUAL - FALE CONOSCO: levir@levir.com.br - whatsapp: 11-984754717